Cursos e Workshops

Análise do Rosto


Stacks Image 1166

Cada rosto tem uma expressão. Lemos e conhecemos as pessoas através da fisionomia, podemos mascarar o consciente, não o inconsciente. A estrutura óssea do seu crânio vai me trazer informações importantíssimas sobre a base de seus pensamentos, a observação atenta e cuidadosa das expressões faciais pode abrir um novo mundo no sentido de se saber o que uma pessoa está realmente querendo dizer.

Pesquisas científicas atuais revelam o funcionamento do nosso cérebro e mapearam áreas que já haviam sido estudadas desde o antigo Egito - e nossos cientistas estão muito atrasados em relação a eles.

Os antigos médicos chineses faziam diagnósticos médicos apenas olhando para a pessoa. Sabiam sobre seus costumes, personalidade, hábitos, pois tudo estava traçado em seus rostos.

As rugas refletem o estado da energia nestes órgãos. Essa estrutura relacionada com os 5 elementos na Metafísica Taoísta nos revelam certos padrões de pensamento.



A divisão básica do nosso cérebro/ mente segundo Paul McLean



Stacks Image 1182


A área superior corresponde à testa. A segunda área vai das sobrancelhas à raiz do nariz. A terceira inicia-se na raiz do nariz e vai até o final do queixo.

A área da fronte resguarda a intelectualidade; a zona mediana relaciona-se aos sentimentos, às emoções, ao EGO; e a última parte evidencia a materialidade. Então, que podemos dizer em uma primeira análise?

Com relação ao desenvolvimento de uma das partes do rosto, pode-se ter uma idéia clara de qual das três partes dominará o comportamento da pessoa. Porém, tem-se também uma segunda lei no estudo da fisionomia. Para cada área da face é possível um desenvolvimento horizontal ou vertical.

Tudo o que se desenvolve horizontalmente tem um desenvolvimento relacionado à materialidade, de força de caráter, de terra. Tudo o que se desenvolve verticalmente tem um desenvolvimento de intelectualidade e de espiritualidade. Lembre-se de que se uma das partes prevalece sobre as outras, as faculdades a ela relacionadas determinam um gênero de desequilíbrio interior.

• Desenvolvimento superior indica maiores faculdades mentais;
• Desenvolvimento mediano indica hipersensibilidade, emotividade;
• Desenvolvimento inferior indica predominância dos elementos instintivos.

Quando estudamos a Metafísica Taoísta vemos que nossos cientistas estão no caminho, que só mais alguns milênios e eles poderão chegar ao que ela já nos transmitiu há mais de 6.000 anos.

Stacks Image 1333

A teoria dos Cinco Elementos faz parte da Medicina Chinesa há milênios e foi mencionada no Nei Ching Su Wen, escrito há 200 a.C. Ela divide a experiência humana em 5 grupos distintos: Madeira ( fígado e vesícula-biliar), Fogo( coração, intestino delgado), Terra (baço/pâncreas e estômago), Metal ( pulmão e intestino grosso) e Água ( Rim e bexiga). Esses elementos não só controlam e mapeiam todas as funções anatômicas e fisiológicas do organismo, como integram em uma unidade energética contínua, corpo e mente. Servem para entender como grupos distintos de influencias ou energias se relacionam ora produzindo estimulo, ora inibido a ação.

O elemento Água, regido pelos Rins, é responsável pelo sentimento de sobrevivência, pelo medo, inclusive pelo medo da morte e do desconhecido. Quando não estão bem os rins podem gerar ansiedade, medo de tudo, pânico e até mesmo o sentimento de pavor! Um bom funcionamento dos rins conduz a um comportamento de coragem e segurança com a vida. Quem tem um rim bom transmite calma e segurança para todos.

Madeira é o elemento do Fígado e Vesícula Biliar. Quando o fígado não vai bem produz sentimentos de raiva, estresse, inquietude, sentimento de injustiça, depressão, vontade de brigar e irritação extrema. Um bom funcionamento conduz a expressão alegre, feliz e relaxada. Alto astral!

Stacks Image 4343

O Fogo é o elemento do Coração. Quando não esta bem, causa sentimento de solidão, falta de amor ou incapacidade de amar. O espírito fica contrariado por não conseguir se relacionar com amigos ou familiares. Um bom coração é responsável pela pessoa amável, aberta ao amor e às relações, está sempre feliz e confiante, elevada auto-estima, paixão pela vida, pelos amigos e pela família...

O elemento Terra (Baço/pâncreas), no seu aspecto negativo, é regido pela introspecção exagerada, sentimento de isolamento social e auto-compaixão. A ação é demorada e sempre acompanhada de sentimentos negativos. O bom funcionamento leva a ter força emocional construtiva e extremamente positiva. Produz sensação de otimismo com projetos, criações. Gera atitudes harmoniosas com a família e amigos.

Pulmão, do elemento Metal, é fonte de tristeza, sentimento de perda e dependência emocional à outra pessoa, quando não está bem. Pode também causar vazio espiritual, falta de crença em tudo e desilusão. Um bom pulmão, ao contrario, gera sentimento de liberdade, liderança, força espiritual e mente brilhante.

"Todas as doenças podem ser curadas, pois sua causa, na maioria das vezes, segundo recentes estudos da psicanálise, é o sentimento de culpa e contrariedades profundas, ou seja, causas psicossomáticas. A cabeça, o tronco, os membros e cada órgão interno recebe um impulso nervoso do cérebro que é comandado pelas emoções. Quando analisamos os movimentos do corpo ou o funcionamento de cada órgão percebemos que carregamos diferentes sentimentos para diferentes movimentos do nosso corpo: o desejo de mover os dedos faz com que movamos os dedos. Mas existem desejos inconscientes que também fazem com que o cérebro impulsione energia para mover ou imobilizar partes do corpo (...) Um pensamento crônico pode transformar seu corpo através das reações químicas comandadas pelo cérebro". Texto de
Cristina Cairo retirado do site:
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=2637

Stacks Image 1171


Vamos lembrar sempre que se tratando de rosto e corpo, uma boa leitura se faz com o todo, não só com as partes.